quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Natal de 2017




Dom Paulo Mendes Peixoto
Arcebispo de Uberaba

Jesus Cristo é o Príncipe da Paz. Ele nasceu em Belém para trazer a paz ao mundo, para o seu tempo, mas também para o nosso tempo. O clima de violência generalizada da atualidade faz com que as pessoas tornem-se intolerantes, agressivas e impacientes. Os conflitos aumentam cada vez mais. Mas esse não é o caminho que conduz à fraternidade e à felicidade própria do Natal.
Mais um Natal é vivenciado por todos nós. Não é apenas um nascimento, mas renovação de compromissos de vida. Podemos dizer de vida nova, com um novo vigor e com vontade de fazer o bem. A renovação de forças acontece a partir do encontro pessoal com Jesus Cristo. Ele, Deus Menino, mas atuante na história da Salvação, vai confirmando nossa vida cristã dentro das novas realidades.
Além de exaltar a identidade de Jesus, olhamos para o “sim” de Maria e o compromisso paternal autêntico e fiel José. Miramos a Família de Nazaré, protótipo e modelo para as famílias de hoje. Instituição familiar afetada pela decadência dos valores e fadada à destruição pelo clima secularista e antievangélico da pós-modernidade, chamada de sociedade líquida.
A liquidez dos novos tempos, no dizer do sociólogo Zygmunt Bauman, afeta fortemente as instituições. Até o Natal deixa de ter a dimensão de espiritualidade própria dos cristãos. Não é mais o Menino Deus o homenageado como aniversariante, mas uma realidade transformada, mutável e passageira. Nesse contexto, Cristo deixa de ser divino, dando lugar para um vazio espiritual.
Vamos recuperar o sentido real do Natal, o foco cristão, a novidade do Reino de Deus com sua presença no meio de nós. O ar é de fim de ano, de missão cumprida em 2017, de revigoramento de forças para iniciar bem o Novo Ano. O fundamental, no momento, é olhar para frente com olhos de esperança, de amor e de fé. A fonte para tudo isso é Jesus Cristo.
A Palavra de Deus é bem clara: Cristo é o Príncipe da paz, o Deus forte, o Senhor da vida. Desejar Feliz Natal deve revelar a identidade do cristão, sua confiança inabalável em Deus e confiança Nele, que é capaz de superar todas as fraquezas que abatem a pessoa humana. Seja feliz, seja forte e viva o Natal com alegria e compromisso com a realização da vida.

Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: