quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Dom Dulcênio: bem formados, leigos se encantam por Cristo e sua Igreja


Cidade do Vaticano (RV) - Amigo ouvinte, o quadro “Nova Evangelização e Concílio Vaticano II” continua com a participação do bispo da Diocese de Palmeira dos Índios, Dom Dulcênio Fontes de Matos.
 Na edição passada, Dom Dulcênio trouxe-nos um pouco da caminhada desta Igreja particular alagoana na esteira do Concílio ecumênico Vaticano II, apontando aquilo que considera ser o maior desafio para a aplicação do Concílio, destacou-nos a dificuldade encontrada no campo do ecumenismo.
Aproveitamos as considerações do nosso convidado a este respeito para saber dele quais são as intuições e desafios conciliares aos quais, a seu ver, seria oportuno e necessário se dar maior atenção.
O bispo de Palmeira dos Índios defende a necessidade de um trabalho ecumênico com mais afinco. Afirma-nos que, por outro lado, “não podemos perder de vista a questão da formação” dos leigos, ressaltando que o Concílio nos impulsiona nessa direção.
“Às vezes, preocupados evidentemente com a formação dos nossos padres, não estamos formando suficientemente nossos leigos”, constata. “Quanto mais formamos nossos leigos, mais eles se interessam e se encantam por Jesus Cristo, e se encantando por Ele se encantam também pela Sua Igreja”,
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários: